Por que não manifestamos uma vida abundante?

Por que não manifestamos uma vida abundante?
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest
Permita-me ir direto ao assunto, pois para mim é uma tentação escrever muito sobre este tema, sem comunicar algo pontual do coração de Deus. Temo ficar tentando explicar com muitas palavras e não acertar o alvo.
As causas para uma vida na média ou abaixo dela são muitas. Eu não conheço todos os motivos, mas muitas vezes, são sofismas que nos enganam. A começar com o fato de que viver na média pode ser para muitos o melhor da vida. Por exemplo: quando eu era pequenino, minha mãe costumava dizer “É melhor pingar do que faltar”. E nós, crianças, crescemos acreditando e repetindo isso. Mas hoje eu sei que pingar nunca foi melhor do que faltar. Eu acho até que faltar ainda é melhor do que pingar, porque pelo menos, quando falta, o indivíduo se levanta e busca resolver o problema, mas enquanto pinga, ele acaba se acomodando. Pingar não é bom. O pingo acomoda. Melhor do que faltar é JORRAR, com certeza.
Penso que por conta disso Jesus disse a igreja de Laodicéia que era melhor ser fria ou quente do que ser morna (Apocalipse 3:15). A vida abundante não é feita de pingos. A vida abundante, na Bíblia, é semelhante ao reinar, como está escrito em Romanos 5:17 – “Os que receberam abundância da graça e o dom da justiça, reinarão em vida através de Jesus Cristo”.  Se nós recebemos a abundância da graça e o dom da justiça, devemos reinar em vida através de Jesus Cristo. Porque Jesus é a abundância da graça e o dom da justiça. Se O recebemos, precisamos reinar em vida.
Enquanto pinga, nos acomodamos, quando falta, aí sim despertamos para a realidade e, muitas vezes, buscamos a Deus e encontramos a vida que jorra do Trono da Graça. Eu sei que existem “crentes” que, erroneamente, estão esperando pra reinar no céu e por causa disso, acabam aceitando viver uma vida medíocre aqui na terra, alegando que só lá é que terão acesso à vida abundante, mas Deus quer que reinemos em vida através de Jesus Cristo.
Espero no decorrer deste livro expor algumas causas e apresentar também alguns caminhos propostos por Deus para rompermos com a vida medíocre e com a presidência do padrão mundano de sucesso que, muitas vezes, norteia a cabeça da igreja, ou seja, a nossa mente.

Trecho extraído do livro “Não seja Medíocre!” de Sérgio Franco.

blank
Siga

Sérgio Franco

Equipe . Conexão Eclésia em Conexão Eclésia
blank
Siga

Últimos posts por Sérgio Franco (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest