Palavras para esposas cristãs: OCSE

esposas cristãs - ocse
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Há muitos anos eu ouvi Jorge Himitian falar sobre o segredo das esposas cristãs que viram a transformação de seus maridos.

Qual é a mulher que não deseja ser amada? Principalmente pelo seu amado esposo. Qual é a mulher que não deseja ser vista pelo seu marido? Creio que todas, sem excessão, querem ser percebidas pelos seus esposos. Então, eu guardei no meu coração aquela lição tão importante que Himitian compartilhou. Ele usou uma sigla: OCSE. Sim, foi bem desta forma que eu gravei esta mensagem. O que significa OCSE?

São quatro verbos que, se praticados pelas esposas, um milagre de Deus vai acontecer na família. Que verbos são esses?

ORAR – Devemos fazer pressão no lugar certo, disse Jorge. Muitas vezes tentamos mudar as pessoas pela força do argumento. Pelo muito falar, com certeza as pessoas não são transformadas. Então devemos tocar o coração do nosso Pai através da oração e da súplica. As esposas cristãs precisam falar menos com seus maridos sobre suas necessidades e apresentar a Deus em oração a carga dos seus corações. Ele ouve as orações. A intimidade com o Espírito Santo irá aumentar.

CALAR – Esta, com certeza, é uma das disciplinas mais difíceis da vida. Certo dia um homem de Deus que foi acometido por um câncer na garganta e que por conta disso ficou um grande período sem falar, disse ao ser curado pelo Senhor: “Um jejum de silêncio não há demônio que resista”. Pedro bem disse que a mulher que possui marido que não obedece a Palavra de Deus deve ganhar o seu esposo em silêncio (I Pedro 3:1).

SERVIR – Uma amiga me disse que o ingrediente indispensável em toda comida é o amor com que servimos às pessoas. Que poder maravilhoso tem o serviço. Só para fazer você pensar, lembre-se que no início da igreja, uma mulher chamada Dorcas não pode desfrutar por muito tempo da companhia do Senhor após a sua morte, porque servia a igreja de uma forma tão especial que ao morrer, a galera apelou para o enviado de Jesus chamado Pedro e não deram sossego ao pescador até que ele falasse com Jesus sobre o tema. Resultado: Dorcas retornou ao mundo dos vivos. Por que menciono ela? Porque não me recordo de nenhum pregador daqueles dias que ao morrer, a igreja tivesse pedido sua volta, sua ressurreição. No entanto, aquela costureira, não pode ficar morta por muito tempo. O serviço é assim. Ele impacta mais pela ausência do que pela presença. Pessoalmente eu desejo que a minha ausência seja percebida mais do que a minha presença.

ESPERAR – Alguém disse que toda promessa passa pelo teste do tempo. Não sei se é verdade, mas eu sei que os que esperam no Senhor renovam as suas forças –  “mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (Isaías 40:31, RA).

Por que você iria se queixar, ó minha irmã, ou chorar, minha querida, dizendo: “O Eterno se esqueceu de mim. Ele não se importa com o que acontece comigo!”? Vocês não percebem nada? Não prestam atenção? O Eterno não vem e vai. Ele permanece. Ele é o Criador de tudo que vocês conseguem ver ou imaginar. Ele não entra em estafa, não faz intervalo para recuperar o fôlego. Ele conhece tudo, nos mínimos detalhes. Ele fortalece os que estão cansados, renova as forças dos que desistiram. Pois até os jovens se cansam e desistem, os jovens na flor da idade tropeçam e caem. Mas os que esperam no Senhor renovam suas forças. Abrem as asas e voam alto como águias, Correm e não se cansam, andam e não ficam exaustos.

Esposas cristãs, não desanimem!  Não pensem que podem mudar os seus maridos com suas muitas palavras. Considerem este ensino – OCSE.

No amor do Senhor Jesus,

Sérgio Franco ><>

blank
Siga

Sérgio Franco

Equipe . Conexão Eclésia em Conexão Eclésia
blank
Siga

Últimos posts por Sérgio Franco (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest