Pratique o Desapego

pratique o desapego
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Quando exercitamos o desapego, confiando no amor de Deus, realmente descansamos a nossa alma e experimentamos a verdadeira liberdade.

É muito fácil perceber o quanto o mundo vive um tempo de angústia, ansiedade e estresse. Se observarmos as notícias globais, como os ataques terroristas no mundo ou a situação econômica do Brasil, já vemos o ambiente complicado que vivemos. E também, em nossas vidas pessoais, sempre encaramos problemas.

Em todos os anos nós temos 12 meses para viver, e ao longo de cada um deles observamos tempos difíceis ao nosso redor, turbulências e tempestades em todas as áreas da vida. E existe uma ilusão de que quando essas circunstâncias mudam é que nós experimentamos paz, segurança e descanso. Mas isso não é verdade.

Se olharmos para a Bíblia, para as promessas que Jesus nos fez, podemos nos perguntar: “como é possível experimentar cada uma dessas promessas?”

Jesus falou que quando conhecermos a verdade, a verdade nos liberta. A grande condição para ser livre é conhecer a verdade que Jesus tem pra nos dizer. Ele também prometeu descanso para a alma dos cansados e sobrecarregados, desde que troquem seus próprios fardos pelo jugo e pelo fardo de Jesus, que são suaves e leves, e que aprendam dEle, que é manso e humilde de coração. Essas são algumas das promessas de Jesus. Mas como desfrutar disso, em meio a essas circunstâncias tão complicadas?

A resposta para essa pergunta não diz respeito à uma mudança externa, mas sim a uma mudança interna. E para essa mudança é necessário que exercitemos o desapego. Precisamos nos desapegar dessa vida terrena. Mesmo com os pés presos nesta terra pela lei da gravidade, o nosso coração e a nossa mente devem estar orbitando em torno do amor de Deus.

Quando confiamos que Deus é um Deus de amor, e ao exercitarmos o desapego das coisas que temos aqui, e até mesmo dos relacionamentos,  é que nós descansamos a nossa alma e também experimentamos a verdadeira liberdade. Os relacionamentos que o Pai nos proporciona aqui nesta terra é para que exercitemos Seu amor, que é plantado dentro de nós para com essas pessoas e flui quando exercitamos o desapego.

Nós podemos viver situações de perdas. Eu vivi uma situação de perda que vai completar um ano. Sou u homem viúvo e experimentei a perda da minha esposa, mas o que me trouxe paz, descanso e liberdade para viver esse tempo foi entender que a esposa que eu tinha foi Deus que me deu. A Escritura diz que aquele que consegue uma esposa alcançou a benevolência do Senhor. É uma benevolência que é dEle, pertence a Ele e que foi atribuída a mim por um tempo. A nossa própria vida é uma atribuição temporária. Nem a nossa vida nos pertence. Pertence também a Deus.

Para que a gente desfrute de um tempo aqui sem angústia, ansiedade e estresse é necessário que gente exercite esse desapego, fundamentado no amor de Deus, confiando que esse Deus sabe de todas as coisas e tem algo reservado pra nós na eternidade. O que Ele reservou para nós não se compara a qualquer coisa que a gente veja aqui, a nenhum momento especial que a gente experimente aqui. A Escritura diz que lá não haverá pranto, nem choro, nem dor. Tudo vai se fazer novo, um novo que a gente não conhece.

Então, para desfrutarmos dessa paz interior, dessa verdadeira liberdade, que não são promovidas por revoluções humanas, precisamos de verdade desapegar dessas estruturas terrenas que nos prendem aqui, confiando na intenção de Deus para nossas vidas. Devemos desfrutar, é claro, do que Ele nos entrega no período breve que a gente tem aqui, mas precisamos devolver tudo a Deus, confiando que Ele cuida de tudo.

blank
Siga

Sandro Lourenço

Equipe . Conexão Eclésia em Conexão Eclésia
blank
Siga

Últimos posts por Sandro Lourenço (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest