O que você vai deixar para seu filho?

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Há pouco tempo, enquanto retornava com um amigo de uma viagem à Bogotá, conhecemos um rapaz brasileiro que estava em vias de se mudar para a Colômbia. Estava noivo de uma colombiana e tinha planos de começar um negócio naquele país. O rapaz, bastante comunicativo e falante, passou a nos explicar o seu empreendimento com bastante empolgação.

Em determinado momento da conversa, ele nos disse que o fracasso faz parte da vida de todo o empreendedor, e compartilhou conosco o seu primeiro fracasso. Ao completar a maioridade, sua mãe lhe entregou um valor que havia acumulado para o filho por anos. Tratava-se de um valor de mais de R$ 30.000,00 (trinta mil reais). Rapidamente, o rapaz considerando-se muito esperto, decidiu investir esse dinheiro em ações. Ao pesquisar empresas na bolsa de valores, decidiu aplicar todo o valor em uma única empresa. Um dos fatores que o influenciou a fazer esse investimento foi o fato de que Eike Batista (até então, o homem mais rico do Brasil) também havia comprado ações da mesma empresa. O jovem investidor fez questão de, antes de comprar as ações, visitar pessoalmente as instalações da empresa. Gostou muito do que viu e investiu todo o valor que sua mãe havia juntado em anos de trabalho. Então, de um dia para outro, ele viu os trinta mil investidos se resumirem a poucos centavos. Os administradores da empresa deram um golpe e fugiram do Brasil. E o dinheiro daquele rapaz foi por água abaixo.

Depois de ter perdido tudo, o jovem se viu diante de um desafio: dizer para sua mãe que havia perdido todo o dinheiro que ela havia guardado para ele. Ele nos falou que disse o seguinte o seguinte para sua mãe: “Mãe, sabe aquele dinheiro que você juntou a vida inteira para mim? Eu perdi todo”. Ele terminou o assunto dizendo que sua mãe ficou por um ano falando apenas o necessário com ele.

Essa situação me fez pensar sobre o tipo de coisa que queremos deixar para nossos filhos. Eu ainda não tenho filhos, mas é claro que, quando eu os tiver, como todo pai vou querer deixar o melhor para eles. Todos os pais gostariam que deixar seu filho com certa segurança financeira, encaminhados profissionalmente, formados academicamente. Porém, por maior que seja o patrimônio que deixemos para os nossos filhos, isso não traz segurança. Um filho pode destruir de um dia para o outro o dinheiro que deixarmos para ele. Nossos filhos podem concluir o doutorado, mas talvez não aprendam a lidar com os desafios da vida. E, ainda que eles sejam profissionalmente bem-sucedidos, isso não significa sucesso na vida.

Há algo mais importante que devemos deixar pra eles. Algo que tão rico e tão duradouro que pode lhes garantir uma vida plena, para muito além da morte. Uma herança que, se nossos filhos receberam, lhes garantirá a eternidade. Trata-se de um testemunho de fé, um legado de confiança em Deus. Se nossos filhos enxergarem em nós esse exemplo de confiança no Senhor, uma fé a ser imitada e uma santidade que os inspire, já deixamos para eles a melhor herança. Se eles receberam esse presente e guardarem em seus corações, terão um tesouro que não poderá ser roubado.

Como disse o rei Ezequias em sua oração a Deus: “o pai aos filhos fará notória a tua verdade” (Isaías 38:19).

Que nossos filhos também possam dar esse testemunho a nosso respeito: “Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste. A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram, e não foram confundidos” (Salmo 22:4,5).

blank
Siga
blank
Siga

Últimos posts por Anderson Paz (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest