“Você é um ótimo marido pra mim. Só precisa ser um servo melhor pra Deus”

Você é um ótimo marido pra mim
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Eu e Bianca estamos apenas no início da jornada que é o casamento. Recentemente completamos 7 meses de casados e estamos na fase chamada de “lua-de-mel”. E eu espero, desejo e oro a Deus para que permaneçamos assim por toda a vida, até que a morte nos separe. E que a cada dia eu possa ser um marido melhor.

Recentemente, enquanto ela cozinhava e eu lavava louça, estávamos conversando sobre o quanto estamos felizes no casamento. No meio do bate-papo, perguntei a ela : “Amor, o que eu posso fazer para ser um marido melhor pra você?”. Certamente a resposta que todo marido gostaria de ouvir é: “Nada, você já é um marido perfeito”. Porém, a resposta da minha esposa foi diferente, e não enfatizou a nossa relação como marido e mulher, mas sim a minha relação com Aquele que nos uniu: Deus. Ela me respondeu: “Você é um ótimo marido pra mim. Só precisa ser um servo melhor pra Deus”.

Uma resposta como essa inevitavelmente me levaria a uma reflexão. Na verdade, a duas reflexões que quero compartilhar aqui com você.

A primeira diz respeito a percepção da minha esposa acerca da minha real necessidade. Embora seja legítimo que eu lute por um casamento feliz, e também é verdade que eu me alegro a cada momento que vejo Bianca feliz, a minha mais profunda necessidade não diz respeito à felicidade dela, e nem mesmo à perfeição da nossa família, mas diz respeito a Deus. Ele é a minha verdadeira necessidade. Ele é a fonte de todo bem, realização, felicidade e satisfação, e Ele é quem “de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação” (I Timóteo 6:17). Portanto, mais do que fazer minha esposa feliz, eu devo alegrar a Deus. É na obediência a Deus que está a minha real satisfação. E na alegria de Deus que verdadeiramente me realizo.

Mesmo com um casamento feliz e com a família ideal, a necessidade de cada pessoa é a mesma daquela mulher samaritana, que já tinha passado por 5 casamentos frustrados, e estava se relacionando com uma pessoa que não era seu marido. Seja com um casamento feliz, seja com frustrações familiares, todos necessitamos beber da água que Jesus nos dá, pois quem dela beber, nunca mais voltará a ter sede.

A segunda reflexão diz respeito à real necessidade da minha esposa, que não diz respeito à sua felicidade no casamento, mas sim à sua relação com Deus, à sua condição como discípula de Jesus. E para a sua plenitude, ela não precisa de um ótimo marido, mas ela precisa de inspiração pra caminhada com Deus. Além de carinho, ela precisa ver em mim uma fé a ser imitada. Além de cuidado, ela precisa ver em mim um amor a Deus que a contagie.

Com certeza estou comprometido com essas duas coisas: alegrar ao Senhor e ser uma inspiração pra minha esposa. Creio que tenho alcançado algo na minha jornada, mas com certeza há um longo caminho pela frente. E ao olhar para Jesus, me encho de esperança e fé, lembrando das seguintes palavras da carta aos Hebreus:

“Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta,
tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé” (Hebreus 12:1,2a).

Em Cristo,

Anderson Paz 
Twitter: @andersonpaz
Facebook: https://www.facebook.com/andersonpaz1986
Google+ Anderson Paz
….
….

blank
Siga
blank
Siga

Últimos posts por Anderson Paz (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest
  • Roberta

    Muito bom o texto e o caminho a seguir é este, de servo comprometido com o evangelho.Fique na paz!

  • Roberta

    Muito bom o texto e o caminho a seguir é este, de servo comprometido com o evangelho.Fique na paz!