Não descarregue as suas frustrações sobre seus filhos

Não descarregue as suas frustrações sobre seus filhos
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Você se comunica bem com todo o tipo de pessoas, é razoável com seus amigos, parentes e colegas e é especialmente educado e respeitoso com seu chefe. Mas trata seus filhos como se fossem sua propriedade particular. Você se esquece que eles têm almas dadas por Deus e descarrega sobre eles seu mau gênio, tratando-os como bem lhe apraz. Parece que você é cortês com todos, menos com seus filhos. Eles são aqueles sobre quem você descarrega sua ira. Conheço alguns pais assim. Eles pensam que não serão totalmente humanos se forem corteses e gentis e nunca perderem o controle. Como poderiam, então, extravasar o mau gênio? Se o fizerem com seus colegas serão postos de lado; se for com o chefe, eles serão despedidos; se com os amigos, serão condenados. Eles acham que o único lugar onde tem o direito de perder o controle, sem sofrer qualquer consequência, é em casa, com os filhos. Assim, muitos pais têm um temperamento horrível com seus filhos.

Perdoe-me por falar tão duramente. Por diversas vezes presenciei pais que tendo ralhado com os filhos, voltaram-se para mim e disseram: “Sr. Nee, este é um prato delicioso. Por favor, coma um pouco”. Como poderia eu apreciar aquele prato? Estes pais consideravam os filhos como aqueles sobre quem podiam legitimamente descarregar a sua ira! Que Deus tenha misericórdia de nós!

Deus jamais anula todos os privilégios de um filho. Ele não anula o respeito próprio do filho ou toda a sua liberdade. Ele não erradicou a personalidade independente do filho quando o colocou em sua mão. Você não tem liberdade para bater ou repreender como quiser. Tal pensamento é definitivamente anticristão. Diante de Deus, o mesmo padrão de certo ou errado se aplicará tanto a você como para seus filhos. Percebe isso? Desejo dizer aos novos crentes que eles devem ser educados e amáveis com seus filhos. Não devem ser rudes ou descuidados ao tratar com eles.

Ser rude ou descuidado com os filhos somente torna a pessoa mais indisciplinada. Cada pessoa ao crescer na vida cristã deve aprender a se dominar, principalmente com respeito aos seus próprios filhos. Tal domínio próprio provém de um sentimento de respeito pela alma do filho. Não importa quão pequeno ou fraco seja o filho, ele tem a sua individualidade. Deus a deu a ele e ninguém tem o direito de infringi-la.

Um filho é uma responsabilidade. Seu padrão moral é o mesmo dos pais. Um pai não tem o direito de lançar suas frustrações particulares sobre os filhos. É errado para os cristãos ficarem irados, e é errado desabafar o mau gênio nos filhos. Você deve ser razoável até mesmo com seus filhos. O seu não deve ser não e o seu sim, sim. O maior covarde do mundo é aquele que oprime o fraco e pequeno.

Watchman Nee
Extraído do livro “Fazei todo para a Glória de Deus”, p. 76,77
Edições Tesouro Aberto

.

Conexão Eclésia

Conexão Eclésia

Amamos a Jesus, por isso lutamos por Sua vida na Igreja.
Conexão Eclésia

Últimos posts por Conexão Eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest