Assim também acontecerá a esta geração perversa

assim também acontecerá a esta geração perversa
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Assim também acontecerá a esta geração perversa (Mateus 12:43-45).

Sobre o que Jesus está falando? Com quem Jesus estava conversando? Eram profecias duras ou eram promessas de bênçãos? O que Ele estava dizendo que aconteceria? A que geração Ele estava se referindo?

Se nós só lemos esta frase final – (Assim também acontecerá a esta geração perversa) – estas e outras perguntas podem ocupar a nossa mente.

De que geração Ele se referiu? O Senhor na verdade está se referindo aquela gente que O ouviu, que presenciou Seus milagres, que o cercavam para testá-Lo ou para se beneficiarem dos Seus prodígios. Jesus está advertindo aquele povo que ouvia Suas Palavras, mas não se arrependiam dos seus pecados.

O que Ele estava dizendo que aconteceria com aquela geração perversa? Ele disse que aqueles que O ouviam e não queriam se arrepender, se tornariam mais endemoninhados que antes… Isto mesmo, não se assuste. É isso que Ele estava dizendo sobre àquela geração perversa que presenciou os seus milagres e não se arrependeram dos seus pecados. Ele disse que após terem ouvido todas as Suas Palavras e terem assistido Seus milagres, sem se arrependerem da desobediência, sem se converterem de suas rebeliões, que aquela geração perversa estava pronta para receber mais demônios, espíritos malignos em seus corpos e que por conta disso o último estado daquelas pessoas se tornaria pior.

“Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra. Por isso, diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro. Assim também acontecerá a esta geração perversa.” Mateus 12:43-45, RA.

Creio que este ensino é um princípio e por isso se aplica ainda hoje. Quando alguém despreza o conhecimento do Senhor, quando se é iluminado e ainda assim a opção são as trevas, abri-se um espaço para os espíritos imundos entrarem e ali habitarem.

O que fazer para fechar completamente a porta para os espíritos imundos? Creio que só a verdadeira conversão pode produzir isto. Quando falo de conversão não estou me referindo a uma atitude paulatina em direção à vontade Deus. Não estou falando de uma tentativa de sair da desobediência para a obediência em “doses homeopáticas”. Isso não funciona.

“Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o SENHOR;…” Jeremias 3:14, RA.

Muitos pensam que a conversão da rebelião para a obediência é um passo de cada vez, ou seja, que vamos começar a obedecer aos “pouquinhos”. Andrew Murray explicou isso assim: “Não existe o crescimento da desobediência para a obediência. O que se precisa é de uma volta, uma conversão, uma decisão, uma crise. E isso somente vem através de uma visão daquilo que está errado e pela confissão acompanhada de vergonha e arrependimento”

Sei que nesta hora alguém dirá que somos salvos pela graça e que a obediência está relacionada à Lei. Que nós não precisamos obedecer, apenas crer. Estou certo de que sem a graça de Deus é impossível obedecer até o fim, até a morte, mas é importante também sabermos que a graça opera juntamente com a Verdade. Por meio de Jesus vieram a graça e a verdade (Jo 1:17). A graça divorciada da verdade vira libertinagem. Precisamos entender a “A graça de Deus na Verdade” e a “obediência por fé”.

“que chegou até vós; como também, em todo o mundo, está produzindo fruto e crescendo, tal acontece entre vós, desde o dia em que ouvistes e entendestes a graça de Deus na verdade;” Colossenses 1:6, RA. (Grifo do autor)

“por intermédio de quem viemos a receber graça e apostolado por amor do seu nome, para a obediência por fé, entre todos os gentios,” Romanos 1:5, RA. (Grifo do autor)

“e que, agora, se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas, segundo o mandamento do Deus eterno, para a obediência por fé, entre todas as nações,” Romanos 16:26, RA. (Grifo do autor)

O próprio Senhor Jesus aprendeu obediência. Ele aprendeu e foi aperfeiçoado na obediência. Ele obedeceu até a morte e morte de cruz (Fl 2). Ele salva todos os que Lhe obedecem.

“embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem,” Hebreus 5:8, 9, RA.

No amor do Senhor Jesus,

Sérgio Franco

blank
Siga

Sérgio Franco

Equipe . Conexão Eclésia em Conexão Eclésia
blank
Siga

Últimos posts por Sérgio Franco (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest