Oração: quem muda quem?

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Existem muitas dúvidas ou questionamentos que são levantados sobre a oração. Coisas como: será que a oração tem poder para mudar a opinião de Deus? Ou, se Deus quer que oremos para que as coisas aconteçam, não estaria Ele sendo injusto se deixasse de curar uma pessoa com câncer só porque não oramos por este enfermo? Também já vi pessoas com dúvida se Deus realmente se importa com as nossas orações. Mas gostaria de retirar o foco dessas tão frequentes dúvidas e coloca-lo em dois outros aspectos:

1 A ORAÇÃO É UM MANDAMENTO: Jesus contou uma parábola sobre a oração (Lc. 18:1-8) e no início dela está escrito: Contou-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer. Jesus não está querendo ensinar que nós podemos orar quando acharmos conveniente, quando quisermos. Ele está pregando sobre o dever de orar, ou seja, é nossa obrigação orar e não uma escolha pessoal. Por que devemos orar sempre? Por que Jesus disse que devemos. Simples assim.

2 QUEM REALMENTE MUDA COM A ORAÇÃO? A palavra de Deus diz que o Senhor é imutável (Ml. 3:6), que n´Ele não há mudança nem sombra de variação (Tg. 1:17). Pensar que podemos fazer Deus mudar de ideia com a nossa oração é no mínimo prepotência e equívoco teológico. Deus já sabe de tudo que vai acontecer desde a fundação do mundo. Pra que orarmos então? – diriam alguns. É justamente por nos amar que Deus quer que oremos. Ele sabe que somos ansiosos e orgulhosos, que queremos tudo do nosso jeito e na hora que desejamos. Quem está na verdade sendo mudado enquanto oramos somos nós. Com a oração, Deus trata o nosso caráter, o nosso orgulho, a nossa ansiedade e também algo muito vital: trata a nossa fé, fazendo-a crescer e se firmar cada vez mais, sempre que escolhemos depender do Pai em oração.

Quando olho para a oração com este foco, todos os questionamentos saem do foco, pois sei que devo orar e também sei que eu estou sendo mudado pela oração. A Bíblia diz em 1 Timóteo 2:1 que antes de tudo devemos fazer orações. O que é tudo? Tudo é tudo. Antes de tudo devemos orar, em outras palavras, devemos depender de Deus para tudo.

Pensando nisso, não seria esse um dos intuitos de Deus com a oração: nos ensinar a, ao invés de questionar sua eficácia ou seu poder de mudar a Deus, nos moldar e nos transformar em pessoas cada vez mais dependentes de Deus? Cada vez mais quebrantados, não desejando nada que não seja a vontade d´Ele? Mediante isso, faço a seguinte pergunta:

Quem muda com a oração: Deus ou nós?

Em Cristo,

Cristiano Brum

blank
Siga

Cristiano Brum

Equipe . Conexão Eclésia em Conexão Eclésia
blank
Siga

Últimos posts por Cristiano Brum (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest