Pequenas Surpresas de Deus

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Gostaria de compartilhar aqui uma experiência recente que tive com Deus. Na verdade, eu já havia escrito outro texto para ser publicado aqui no Conexão Eclésia, mas no dia 6 de março fui surpreendida com um presente de Deus pra mim. Ele não tem nenhuma obrigação em me agradar, mas, uma de suas promessas diz: “Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá” (Sl. 37:4-5).

Há alguns anos tenho buscado viver o sonho de Deus pra mim, e seu desejo principal para todos nós. “Até que cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, a medida da estatura completa de Cristo” (Ef. 3:13). Já recebi do Senhor muitas graças (favores imerecidos), mas o que eu recebi nesses dias me surpreendeu, pois apesar de não ser algo necessário para minha existência, é uma expressão do carinho do Pai.

Meu esposo veio almoçar em casa nesse dia, e me trouxe um buque enorme de rosas vermelhas com um cartão lindo e brincos lindos. Essa foi a primeira vez que ele me deu flores em quase dezenove anos. Não esperava por isso, pois hoje não era uma data importante. E mesmo que fosse eu nem esperaria por flores. Mas fiquei tão emocionada que, acreditem, chorei. Quem me conhece sabe que não sou de chorar. Meus filhos ficaram emocionados também, colocaram música pra gente almoçar juntos. Foi um almoço romântico em casa.

O que quero dizer com esse relato é que Deus não te dá tudo o que você quer, mas Ele sabe exatamente o que você precisa, e muitas vezes Ele nos surpreende. Meu coração não estava nisso, esperando um buquê de rosas. Eu estava livre, mas, Deus quis. E o curioso disso é que na época de namoro, Roger podia me dar flores, mas não achava que isso fosse importante. E, depois que casamos, nunca o fez. Roger não podia, depois de alguns anos podia mas, não queria.

Depois de algum tempo passamos pelo maior tsunami de toda nossa vida juntos. Nosso casamento esteve à beira da destruição total, mas o Senhor nos curou e restaurou, e o Roger sempre me deixava claro seu amor por mim e por nossa família.

Quando viemos para Curitiba e fomos muito amados, confrontados disciplinados, aprendemos a ser família, conseguimos cortar o cordão umbilical com nossos parentes e nos tornar independentes emocionalmente e financeiramente. Aprendemos a ordenar nossa casa e nossos filhos, a depender de Deus, colocando o Senhor no Seu lugar de direito: o centro de nossas vidas. Roger podia me comprar flores, mas ele não achava importante, e hoje do nada resolveu me dar esse presente, por que ele quis? Quem foi que o convenceu a isso? Não tenho dúvida que foi meu Pai. Isso foi uma pequena demonstração do cuidado de Deus por minha vida e meu casamento.

Por isso repito as palavras de Jesus a vocês “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça que as demais coisas vos serão acrescentadas”.

Descanse no Senhor por que Ele te fez e sabe do que você precisa. Mesmo que seus sonhos tenham te levado pra longe Dele, esse é o tempo de se voltar pra o Senhor, pois Ele tem o melhor pra nós. “Como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam” (I Coríntios 2:9).

Um grande beijo e fiquem na Paz!

Cláudia Knupp

Conexão Eclésia

Conexão Eclésia

Amamos a Jesus, por isso lutamos por Sua vida na Igreja.
Conexão Eclésia

Últimos posts por Conexão Eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest