Britney Spears, o Pão e o circo

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

“Há apenas dois tipos de pessoas no mundo: Os que entretêm, e os que observam”

(Trecho da canção Circus cantada por Britney Spears)

Antes que alguém pergunte, até onde sei, a Britney Spears não se converteu. Sendo assim, a razão para ela estar nesse post é por força de um trecho de um de seus últimos sucessos, a canção Circus. Acredito que sua letra passe despercebida pela maioria das pessoas, mas ela tem um trecho que pode render uma reflexão.

Refleti nessa canção por uma coincidência. Recentemente ouvi de um amigo uma frase muito impactante e fiquei muito impressionado com a força do que ele disse. Algo que se traduziu assim:

“O mundo se divide em dois tipos de pessoas, as que vivem para Cristo e as que precisam viver.”

E é aqui que entra a música de Britney. Por curiosidade, busquei a tradução dessa canção e parei justamente aí, no início. De certa forma, tinha total relação com o que meu amigo tinha falado. Era quase como se disputassem por um mesmo alvo e falassem da mesma coisa. Quem ocupa a direção de nossas vidas. Assim começou essa reflexão, pela força com que as duas frases parecem quase que definir as pessoas simplificando suas escolhas a duas opções.

O mundo considera preconceituoso classificar as pessoas de forma absoluta. Definir o que é mal e o que é bom é quase uma transgressão. Ele rejeita isso e sugere que a melhor forma de pensar é considerar tudo relativo. Nada é absoluto. Apesar disso, essa letra parece não ter poupado nada em classificar todos pela ótica do entretenimento. Enquanto isso, a frase do meu amigo classifica os homens de forma absoluta: todos necessitados de Jesus.

Se servimos a Jesus, cremos que Ele é absoluto e claro. Sua atitude e pensamento são diferentes das do mundo. A letra da música cantada por Britney Spears afirma que o entretenimento é a única opção para todos os homens e mulheres. O que nos resta é escolher de que lado do picadeiro vamos estar. Dando o espetáculo ou assistindo o show. Mas não é essa a proposta do Pão da Vida.

Jesus, mesmo sendo Deus, não achou que devia se apegar a ser Deus. Se esvaziou e se tornou homem. E enquanto homem se humilhou sendo obediente e até a morte de cruz. (Fp 2:8) A Palavra diz que Jesus fez isso tendo em vista a alegria que estava proposta.(Hb12:2) A proposta de Jesus é para que encontremos alegria nEle por meio da humildade e obediência. Não por meio da vanglória ou por concorrência.

Leonard Ravenhill dizia que o entretenimento é o substituto diabólico da alegria. A busca louca por entretenimento se transforma em uma obrigação em nossa vida. Uma condição indispensável para “viver feliz”. Ver o engano nisso pode fazer com que muitos caminhos maus sejam notados, evitados e substituídos pelo Caminho Excelente.

Que o Senhor venha esclarecer em nossa vida tudo aquilo nos desvia dEle.

E nos ensine seus pensamentos e atitudes.

Filipe Flexa
Twitter: @FilipeFlexa
Facebook: https://www.facebook.com/filipe.flexa

Conexão Eclésia

Conexão Eclésia

Amamos a Jesus, por isso lutamos por Sua vida na Igreja.
Conexão Eclésia

Últimos posts por Conexão Eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest