Você já teve um Déjà vu?

déjà vu
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

A maioria de nós  já ouviu falar em Déjà vu. Trata-se de algo difícil de explicar, mas muito fácil de ser identificado. De repente temos a impressão de que algo que acabou de acontecer parece ser uma repetição de eventos com os quais já sonhamos ou que já tinhamos visto em algum filme.

O termo é uma expressão da língua francesa que significa, literalmente, já visto. E você pode encontrar uma variedade de teorias para tentar explicar a origem do fenômeno. Mas minha intenção neste texto passa longe disso.

Pessoalmente, creio que o que chamam de Déjà vu seja apenas um pensamento recorrente, uma simples impressão. Sendo assim, o que gostaria de usar do termo que é apenas o seu significado. Pensando nisso, me pergunto se existe algo que a Bíblia mostre que se repita em nossas vidas? E a resposta é sim, existe algo que se repete. E não apenas de vez em quando. Mas diariamente.

Tratam-se das misericórdias do Senhor. Elas são um constante Déjà vu. Isso porque cremos que elas são as causas de não sermos consumidos. Porque renovam-se a cada manha. Sendo assim a cada alvorada, Deus nos dá uma nova chance para viver e reconhecer Sua obra sendo feita em nós. Cada novo dia serve como um enorme lembrete: Não se esquecam! “Não se esquecam” que dependemos dEle. “Não se esquecam” que seu amor por nós é eterno. “Não se esquecam” que a cada dia devemos perdoar assim como fomos por Ele perdoados. “Não se esquecam” de guardar a fé diariamente. E nossa lista seguiria enorme.

Ultimamente tenho refletido bastante em como preciso focar meus olhos seguindo para o Alvo que Jesus tem para mim. Fixo em Seus sonhos. Percebo que é necessário nos exercitar, voltando novamente nossos olhos para o objetivo que Jesus colocou diante de nós. Como um viajante que a cada dia pela manhã precisa procurar o sol afim de se orientar em sua jornada.

Paulo nos diz em sua carta em Filipenses 3:13-14

“Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

Não acredito que, com a declaração acima, Paulo estaria desprezando o passado. Ao invés disso, ele enfatiza a necessidade de hoje cumprir a vontade de Deus e manter o foco de nossas vidas, em rever o que Ele nos mandou. Eu te convido ao mesmo hoje.

Te convido rever o alvo que está em Jesus e prosseguir para Ele. Qualquer coisa diferente disso vai nos fazer retroceder. Creio que nosso inimigo tem parte de suas tropas especialmente comprometidas em nos manter presos as obras do passado, estagnados num eterno vai e vem. Mas nosso Senhor pensa em algo diferente para nós. Ele planeja que cresçamos e tenhamos novas experiências, mesmo que para isso tenhamos de provar com maior profundidade coisas que já conhecemos (Para uma explicação maior dessa frase leia o texto “Mais do mesmo“).

As misericórdias do Senhor devem nos fazer hoje agradecer a Ele e nos animar a enfrentar o novo dia. Estejamos convictos de que, se permanecemos em Jesus, Ele é fiel para renovar as nossas forças mais uma vez. Que Ele nos dirija em nosso caminhar mais uma vez, até que sejamos como Ele.

Filipe Flexa
Twitter: @FilipeFlexa
Facebook: https://www.facebook.com/filipe.flexa 

Conexão Eclésia

Conexão Eclésia

Amamos a Jesus, por isso lutamos por Sua vida na Igreja.
Conexão Eclésia

Últimos posts por Conexão Eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest