A trajetória de um ovo azul

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Estava no quintal da casa de um amigo quando encontramos um ninho feito recentemente. Não sei ao certo que passáro o construiu. Meu amigo permitiu que eu retirasse o ninho e o examinasse melhor. Fiquei muito surpresso ao ver dentro dele um ovinho azul tão frágil. Imediatamente fui lembrado do salmo 84 quando diz:

“Até o pardal achou um lar, e a andorinha um ninho para si, para abrigar os seus filhotes, um lugar perto do teu altar, ó Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus”.

Acredito que este salmo entre, outras coisas, pode ilustrar muito bem o coração daqueles que escolheram a Cristo como Senhor e Rei. Meu amigo me lembrou de um outro texto bíblico que faz referência a ninho e que pode nos levar a uma outra reflexão. Foi o que Jesus nos disse para esclarecer uma verdade do Reino em Mateus 8:20.

“Jesus respondeu: ‘As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça’”.

Se Jesus não tinha onde repousar a cabeça, o que será de nós que somos seus escravos? Deus nosso Pai certamente não nos desampara. O próprio Senhor se torna o ninho daqueles que escolhem seus braços. Estando no Senhor, não temos necessidade de um lugar onde repousar a cabeça. Sua própria presença é o nosso refúgio. Sua própria vida se torna o nosso ninho.

Diariamente temos a decisão de permanecer ou não nesse esconderijo. Que o Senhor nos livre de abandonar o Seu ninho. Que nossa fraqueza e incapacidade estejam diante de nós, sinalizando a necessidade que temos de permanecer nEle para encontrarmos descanso. Fica aqui um trecho das confissões de Agostinho que refletem muito dessa verdade.

“Mas, se alguém, desprezando a aparente simplicidade de tuas palavras, em sua orgulhosa fraqueza, se lançar para fora do ninho que o nutriu, então cairá miseravelmente, Senhor Deus, tem piedade dele! Que os transeuntes não pisem este passarinho implume; manda teu anjo para que o reponha no ninho, para que viva até que aprenda a voar!” (Agostinho em Confissões).

Que o Senhor nos conduza

Filipe Flexa
Twitter: @FilipeFlexa
Facebook: https://www.facebook.com/filipe.flexa

 

Conexão Eclésia

Conexão Eclésia

Amamos a Jesus, por isso lutamos por Sua vida na Igreja.
Conexão Eclésia

Últimos posts por Conexão Eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest