E o que fazer com o passado?

E o que fazer com o passado?
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

O pecado não apenas faz separação entre o homem e Deus, como também faz separação entre os homens. O ódio, o egoísmo, a vingança, a amargura, a inveja e as agressões (verbais ou físicas) encontram sua origem no coração contaminado pelo pecado. Porém, uma vez que o nosso relacionamento com Deus foi restaurado, os nossos relacionamentos com outras pessoas também devem tomar o rumo da restauração. Hoje temos paz com Deus (Rm. 5:1), e também  devemos buscar a paz com todos os homens. “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb. 12:14).

Diante desses mandamentos, surgem perguntas como: “até que ponto depende de mim o ter paz com todos?” ou “e o que fazer quando há erros do passado a serem consertados?”. Quando olhamos para as Escrituras, veremos que ao nosso alcance está o perdoar quem nos ofendeu, e também o reparar o dano que causamos a outrem. A restituição é o caminho que devemos tomar quando erramos com alguém.

Deus é justo. E a justiça é a virtude de dar a cada um o que é seu por direito. Como filhos de Deus, possuímos sua natureza (Ef. 5:1), portanto, precisamos de atitudes práticas em relação aos erros cometidos. Devemos pedir perdão, devolver o roubado, pagar a dívida, reparar o dano causado, restituir a honra, esclarecer a mentira etc.. É preciso assumir com responsabilidade as consequências do nosso pecado.

A Bíblia nos relata o caso de Zaqueu (Lc. 19:1-9). Ele era um cobrador de impostos que, ao ter um encontro com Jesus, tomou a decisão de devolver quatro vezes mais de tudo o que havia roubado. Ao ver essa atitude, Jesus afirmou que havia chegado salvação na casa de Zaqueu. A presença de Jesus na vida daquele homem produziu disposição para restaurar caminhos, sem se importar com as consequências (vergonha, rejeição, medo etc.). Um verdadeiro encontro com Jesus nos faz restituir aquilo que tomamos de outra pessoa, consertar o que foi feito errado, confessar o nosso pecado àquela pessoa contra quem pecamos.

Hoje Jesus não é apenas um hóspede na sua casa, mas Ele é o Senhor da sua vida. E você está unido a Ele. Portanto, o mesmo Jesus que produziu disposição em Zaqueu para consertar as coisas do passado, já te deu força e disposição, através do Espírito Santo, para que você dê passos de restauração. Tão somente creia e obedeça.

Extraído e adaptado do Módulo I para novos discípulos.

Últimos posts por conexão eclésia (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest