Quando o tempo não melhora nada…

Quando o tempo não melhora nada...
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Precisamos cultivar o hábito de submeter a sabedoria humana à sabedoria dos céus, pois a sabedoria que não desce do alto é “terrena, animal e demoníaca”, mas a que desce de lá é “antes de tudo pura; depois, pacífica, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sincera” (Tg. 3:15-17). Portanto, a afirmação de que o tempo é sempre o melhor remédio, muito reproduzida pela sabedoria popular, também necessita passar pelo crivo da sabedoria dos céus. E olhando para as Escrituras, vemos que nem tudo tem o tempo como remédio. Pelo contrário, tem coisas que o tempo só piora.

Exemplo disso é a amargura, praga que não se extingue com o tempo, mas pelo contrário, cria raízes, as quais podem nos privar da graça de Deus: “Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos” (Hb. 12:15).

No tratamento contra a amargura só há um remédio, que não é o tempo, mas é lançar o machado à raíz da árvore. Isso implica, muitas vezes, em atos de humilhação, em pedir perdão e perdoar. Mas esse é o verdadeiro remédio, e não jogar a sujeira para debaixo do tapete, deixando o tempo passar. No primeiro vento forte, o tapete vai levantar.

Jesus nos ensina que os problemas com nossos irmãos devem ser resolvidos depressa. Deixar o tempo passar não nos ajuda em nada: “Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta. Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás com ele a caminho, para que o adversário não te entregue ao juiz, o juiz, ao oficial de justiça, e sejas recolhido à prisão” (Mateus 5:23-25).

O autor da carta aos Hebreus também nos diz que devemos nos exortar mutuamente pelo tempo que se chama HOJE. E  por que tem que ser HOJE? Para que nenhum de nós “seja endurecido pelo engano do pecado” (Hb. 3:13). Nesse caso, deixar o tempo passar só ajuda no endurecimento.

Que não sejamos enganados pelo afirmação de que o tempo sempre é o melhor remédio, pois há coisas que não dá pra deixar para amanhã.

Anderson Paz

blank
Siga
blank
Siga

Últimos posts por Anderson Paz (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest