Deus e nossas escolhas

Deus e nossas escolhas
Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Todos os dias fazemos escolhas, e a maioria delas são corriqueiras, como a escolha do que vestir, ou a do que comer. Contudo, há algumas escolhas, que tomamos em certas ocasiões na vida, que se revestem de singular importância: casamento, vida familiar, escolhas profissionais, vida acadêmica etc. Para escolhas como essas dedicamos especial cuidado, tendo em vista que as decisões que tomamos hoje podem nos levar para situações inesperadas no futuro. E, devido à importância dessas escolhas, os cristãos tem especial interesse em fazer de Deus participante dessas decisões. Afinal, temos orado dizendo: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mt. 6:10). E, assim como pedimos a vontade de Deus, temos uma promessa segura da parte dEle: “Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você” (Sl. 32:8).

Contudo, o zelo por fazer a vontade de Deus deveria marcar não apenas os momentos de decisões importantes, mas deveria ser uma atitude presente em cada dia de nossa existência, posto que nos alimentamos da Palavra que sai da boca do Senhor (Dt. 8:3). É importante destacar que, assim como Paulo nos afirma que o justo viverá pela fé (Rm. 1:17), ele também diz que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm. 10:17). Portanto, não ouvimos Deus apenas para tomar decisões importantes. Ouvimos Deus para viver!

Mas, a pergunta que permanece ainda é “como ouvir Deus?”. Ora, por meio das Escrituras vemos que Deus tem mais de um meio de se revelar a nós. O Salmo 19:1, por exemplo, nos diz: “Os céus declaram a glória de Deus”. Contudo, nessa jornada em busca de se conhecer a Deus, quero te recomendar a começar pelo meio mais fiel e seguro que Deus estabeleceu para que conheçamos a Sua vontade: as Escrituras. Até mesmo porque, são elas que te fornecerão o filtro para que você consiga discernir a voz de Deus. Na busca de como ouvir Deus, e ao consultarmos meios ou pessoas para isso, ainda continua de pé o critério ensinado por Isaías para que possamos discernir a voz do Senhor: “À lei e aos mandamentos!” Se eles não falarem conforme esta palavra, vocês jamais verão a luz!” (Is. 8:20).

Que Deus nos conduza cada vez mais em sua luz.

Anderson Paz

blank
Siga
blank
Siga

Últimos posts por Anderson Paz (exibir todos)

Compartilhe 😉Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest